A Era dos Extremos. O Breve Século XX (1914-1991)”, de Eric Hobsbawn (Resenha)


Por Lucas Bravo Rosin, para o Leituras Quase Obrigatórias


Informações do texto
Autor: Eric Hobsbawn
Idiomas: Português

“Eu vejo o futuro repetindo o passado”, diria um poeta. O historiador – cujo ofício consiste em “lembrar os que os outros esquecem”, por sua vez, emendaria que “a única generalização cem por cento segura sobre a história é aquela que diz que enquanto houver raça humana haverá história”. Hobsbawm, de forma erudita, nos apresenta uma visão panorâmica do breve, porém intenso, século XX. Entender o que se passou no mundo é essencial para entender de forma fidedigna o que ocorre na atual conjuntura. Por mais cético que você seja, a história nos ajuda a prever o futuro, e, sobretudo, a entender o presente.

A produção bibliográfica do autor é extensa. Sua famosa trilogia sobre as “eras” (a dos impérios, a do capital, e a dos extremos) recentes são leitura obrigatória para quem deseja se aprofundar na história política, econômica, social e cultura dos últimos séculos. Algumas disciplinas do Bacharelado em Gestão de Políticas Públicas apresentam um pouco da visão do autor, contudo, ressaltamos aqui a sugestão para se aprofundar na obra de Hobsbawn, seja para absorver conhecimento, e, porventura, para criticá-lo, afinal, como um bom autor marxista, devia ser pré-disposto à dialética do conhecimento.

A despeito de toda riqueza de sua obra, precisamos escolher uma. Certamente, vamos puxar a sardinha para o nosso campo do conhecimento; portanto, hoje, o projeto sugere a leitura do ultimo livro da trilogia das “Eras”. Por quê? Pois, como diz o autor, esse livro traz uma visão particular da “sua época”, uma vez que coincide com grande parte do seu período de vida. Aqui, o autor escreve sobre fatos de seu tempo, alguns deles vividos pessoalmente.

O livro possui uma leitura fácil. O autor, muito bem humorado, consegue escrever sobre artes plásticas, música, futebol, guerras e atentados, com o mesmo refinamento. Dividido em três partes – a era das catástrofes, a era de ouro e o desmoronamento – o livro nos apresenta detalhadamente, e nos principias âmbitos da vida humana, um período que seria marcado pelo surgimento de novas classes políticas, por guerras, por oscilações econômicas – crises e pujanças – pela guerra ideológica e pela disputa da hegemonia mundial.  Se interessou? Ficou curios@? Pois então, a dica está dada!

 

Para ler: HOBSBAWN, Eric J. Era dos Extremos: o breve século XX: 1914-1991. 2º edição. Companhia das Letras, 2014.

Para saber mais: @s alun@s de GPP terão contato com alguns textos do autor, sobretudo na disciplina FESB 1. Contudo, seja para @s alun@s, ou a comunidade externa da USP, sugere-se a leitura de outros livros de Hobsbawn: A era dos impérios, A era do capital, Da revolução industrial inglesa ao imperialismo, Tempos interessantes, entre outros.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 − três =