Dados Abertos Governamentais e Mobilidade Urbana: Análise Comparada de Buenos Aires e Rio de Janeiro

Esta pesquisa tem como objetivo caracterizar e interpretar as estratégias para uso e disponibilização de dados abertos de mobilidade urbana em duas metrópoles latino-americanas, Buenos Aires e Rio de Janeiro.

Sua metodologia foi baseada em um estudo de caso coletivo aplicado a dois casos e incorporou os principais modelos analíticos e explicativos sobre as estratégias e instrumentos de aberturas de Dados Governamentais, com destaque para o modelo de Cinco Estrelas de Berners-Lee e os 15 Princípios de Dados Abertos do Opengovdata.

A pesquisa expõe as estratégias utilizadas em perspectivas individuais e separadas, bem como sua relação com o contexto e os limites e potenciais da abertura de dados nesse campo. Os autores expõem que os casos analisados guardam diferenças entre si, em suas políticas de governo aberto e mecanismos de dados abertos, mas também compartilham elementos comuns, como os tipos de dados de mobilidade urbana disponibilizados e a natureza de algumas estratégias e iniciativas de dados abertos adotadas.

A pesquisa foi realizada pelos pesquisadores do Grupo de Estudos em Tecnologia e Inovações na Gestão Pública (GETIP-USP): Giulia Garcia, José Carlos Vaz, Ricardo Matheus e Martin Jayo.

Acesse a pesquisa em: https://periodicos.ufv.br/apgs/article/view/13111

Garcia, G., Vaz, J. C., Matheus, R., & Martin, J. (2022). Dados Abertos Governamentais e Mobilidade Urbana: Análise Comparada de Buenos Aires e Rio de Janeiro. Administração Pública E Gestão Social, 14(4). https://doi.org/10.21118/apgs.v14i4.13111

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − cinco =