Estudo analisa abertura de dados e combate à corrupção em países do G20

Connecting dots anti corruption open data webfountation transparency internationalA Webfoundation divulgou recentemente os relatórios do estudo “Connecting the dots: Building the Case for Open Data to Fight Corruption“. Realizado em parceria com a Transparência Internacional, o estudo se aprofunda no caso de 5 países membros do G20, entre eles o Brasil, e analisa até que ponto a abertura de dados nestes países tem contribuído para o combate à corrupção.

Além do Brasil, os outros países investigados são Alemanha, França, Indonésia e África do Sul. Ainda que tratem-se de países com níveis muito distintos de desenvolvimento do governo eletrônico e com diferentes status de abertura de dados governamentais, o estudo conclui que, no geral, ainda há grandes lacunas a serem superadas para que seja atingido o potencial esperado dos dados abertos no combate à corrupção.

No caso brasileiro, o estudo destaca que a crise política vivida pelo país desde 2014 tem sido um entrave para progressos na abertura dos dados governamentais, assim como para o desenvolvimento de sistema de combate à corrupção. Ainda, os autores da pesquisa destacam que ainda não é claro se o atual governo avançará ou regredirá as políticas na área.

Entre os principais achados, as questões destacadas são as seguintes:

  • Nenhum país abriu todas as bases de dados úteis para o combate à corrupção
  • Muitos dados até então disponibilizados são de difícil acesso e uso, reduzindo sua utilidade
  • Muitos dados não estão publicados online de acordo com os padrões de dados abertos, dificultando o uso, os cruzamentos e comparações
  • Em muitos países há falta de competências e capacidades entre servidores públicos para promover iniciativas anti-corrupção

Os relatórios geral e por país podem ser encontrados e acessados clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − 11 =