Perspectiva institucional para a legitimação de inteligência no governo

Este artigo tem como objetivo analisar as dimensões de inteligência na gestão pública sob a lente da teoria institucional e, por meio do debate teórico, desenvolver um modelo de inteligência na gestão pública. Alguns recentes estudos apontam que há poucos esforços relatados na alavancagem do uso de dados sociais para a opinião inteligente do governo, na efetiva utilização de dados e informações advindos dos cidadãos, nas interações dinâmicas entre as partes interessadas e na influência e no desenvolvimento de políticas públicas. O argumento central do presente estudo é que a institucionalização da inteligência na gestão pública facilita a ação do governo diante das incertezas do ambiente, vislumbrando o desenvolvimento de novas estratégias em políticas públicas e qualificação da tomada de decisão. Os resultados deste artigo apontam para a importância da incorporação dos elementos da perspectiva institucional para a legitimação de inteligência no governo. Ainda, os resultados demonstram concordância na classificação dos itens por construto proposto, apresentando-se como uma oportunidade futura do modelo a ser testado quantitativamente. 

Acesse o texto completo: https://www.scielo.br/j/rap/a/WjMLD4FfvbnzsRd68kZFtWt/?lang=pt

Referência: MALATI, Claudia; JANISSEK-MUNIZ, Raquel. A Inteligência na gestão Pública: uma análise sob a perspectiva institucional. Revista De Administração Pública, 2022 ed. 56. v. 6. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/rap/a/WjMLD4FfvbnzsRd68kZFtWt/?lang=pt  > 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × dois =