Inclusão Digital como Política Pública: Disputas no Campo dos Direitos Humanos

[…] o direito à liberdade de palavra possui pouca substância se,
devido à falta de educação, não se tem nada a dizer que vale a pena
ser dito, e nenhum meio de se fazer ouvir se há algo a dizer.
(MARSHALL, 1967, p. 80)

Neste trabalho, a pesquisadora Fernanda Ribeiro Rosa examina a inclusão digital como um campo de atividade do Estado e de políticas públicas, observando os significados atribuídos à inclusão digital e os dilemas de políticas públicas que surgem a partir deles.

Esse estudo apresenta as discussões presentes na literatura sobre direitos humanos, entendendo o direito à comunicação como um aspecto da questão. Em seguida, é defendida a importância de abordar a inclusão digital como um direito social por meio do estabelecimento de um diálogo com o campo da educação. Apresenta-se o conceito de alfabetização digital, que parece muito além do acesso às TICs, exigindo que as habilidades e práticas sociais necessárias para a atual conjuntura tecnológica da sociedade sejam definidas para que elas se tornem o foco de novas políticas públicas.

Disponível em: http://www.corteidh.or.cr/tablas/r32486.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × um =